Jejum Emagrecedor é bom para a saúde?

Jejum emagrecedor é o tópico do post de hoje. Muita gente está fazendo o tratamento com o emagrecedor Kifina e veio me perguntar sobre essa forma de potencializar o emagrecimento.

O que é Jejum Emagrecedor

Também é conhecido como jejum intermitente, é uma forma de se alimentar durante um período do dia e depois ficar muitas horas sem ingerir nada.

Esse tipo de dieta emagrecedora ficou muito famosa de uns tempos para cá depois de ter tido alguns famosos divulgando que a estavam utilizando.

Nesse blog já apresentamos os inúmeros benefícios de uma vida mais leve.

Os riscos dessa Dieta

Muitos defendem esse tipo de dieta dizendo que ela vem da antiguidade, inclusive a chamam de dieta neandertal. Dizem que lá atrás nós, os humanos, não tínhamos alimentos disponíveis em abundância como temos hoje e, por isso, ficávamos às vezes dias sem comer nada.

Essas mesmas pessoas omitem a informação de que naquela época nossa expectativa de vida era de 20 anos…

Ou seja, hoje já temos inúmeros estudos que provam a necessidade de nos alimentarmos de 3 em 3 horas, pois quando ficamos muitas horas sem nos alimentar nosso metabolismo começa a desacelerar.

Fora, que muitas pessoas que iniciam esse tipo de dieta começa a apresentar dores de cabeça, fraqueza, excesso de sono, falta de concentração…

Alternativas

Nós recomendamos que, ao invés de você ficar muitas horas sem comer, o que só vai piorar sua fome e fazer vocês ter vontade de comer um boi pela perna…

Você faça pequenos lanches ao longo do dia, isso pode ser até muito divertido, pois você poderá alternar a cada lanche, frutas, fibras como cereais, proteínas como iogurte, inclusive podendo inserir alguma “bobagem” em uma dessas pequenas refeições.

O importante é você não sentir fome, nesse ponto o emagrecedor Kifina pode realmente ajudar. Como já dissemos, esse produto atua no seu organismo se alimentando de grande parte da gordura ingerida.

Jejum Emagrecedor Conclusão

Nesse artigo você viu os riscos de cair em dietas da moda sem acompanhamento. Esses promotores do jejum intermitente querem vender cursos e programas, mas omitem os riscos de ficarmos muitas horas sem comer, principalmente se tivermos algum tipo de patologia, como diabetes ou algum problema de pressão ou cardíaco.

Você também viu que existem alternativas saudáveis e 100% naturais para você driblar a fome, como o emagrecedor Kifina, por exemplo, que age no seu organismo se alimentando do excesso de gordura dos alimentos.

Com isso, esperamos que você possa decidir pelo que fará melhor por sua saúde.

Benefícios de uma Vida Slow Food

Cansado de estar sempre correndo e perdendo eventos importantes com seus amigos e família?

Esse artigo é para você!

A Vida Passa Rápido Demais

Seus amigos querem marcar um jantar para reunir a turma e você já sabe que não poderá ir porque tem vários compromissos.

Fazer uma viagem para o litoral, então, nem pensar.

Seus filhos vivem querendo sua companhia para irem ao Parquinho, mas você nunca pode ir, pois sempre surge outro compromisso urgente…

Se identificou?

Pois é, essa ERA a minha rotina até algum tempo atrás.

Era estranho, pois eu sempre acumulava compromissos profissionais, pois não podia me dar ao luxo de perder qualquer oportunidade de fazer um dinheiro a mais.

Só que eu percebi que, mesmo trabalhando como um louco, sem tempo para a família e os amigos, as contas nunca ficavam no azul.

Eu não tinha Qualidade de Vida.

Qualidade de Vida

Aliás, eu nunca soube o que era isso. Pois não me sentia digno de parar e relaxar com tantas contas para pagar.

Então, um belo dia, descobri o movimento Slow Food. E vi muitas pessoas vivendo uma vida mais simples, porém com muito mais tempo para curtir as pequenas coisas boas que surgiam.

Um começo difícil

No começo foi difícil, mas com o tempo eu consegui abrir mão de alguns compromissos que, hoje eu consigo ver, só tomavam meu tempo e em nada acrescentavam à minha carreira, ou ao meu bolso, me livrei de amizades interesseiras, que viviam cobrando e pedindo favores que nunca eram retribuídos.

Hoje eu tenho muito mais tempo para minha família, e por mais estranho que pareça, muito mais dinheiro no bolso.

Pense nisso, pense se essa correria do dia-a-dia não está ocultando o que realmente importa na sua vida.

Até o próximo post.

O que é o Movimento Slow Food

Você deve estar lendo isso porque resolveu praticar um estilo de vida mais saudável e natural. Então chegou ao Blog certo.

Se quiser também saber como melhorar sua pele leia nosso outro artigo clicando aqui.

Como Surgiu o Slow Food

Começando pelo conceito de slow food temos, antes de tudo, o movimento Fast Food, que começou ainda nos anos 50, nos Estados Unidos. Nessa época muitos jovens já buscavam por lanchonetes que servissem um lanche rápido antes de irem para suas festas e encontros.

Além disso, muitos motoristas que não tinham muito tempo disponível para paradas também buscavam uma alternativa rápida para se alimentar antes de seguir viagem.

Vendo essa demanda crescente, muitos empresários começaram a apostar numa maneira de preparar seus lanches cada vez mais rápido.

Esse estilo de vida mais slow é totalmente opositora de modismos como o Jejum Emagrecedor, por exemplo.

O que Mudou

Durante muitas décadas esse movimento só cresceu (na verdade, ainda cresce), cada vez mais. Porém, em busca por lanches cada vez mais rápidos e saborosos, essa indústria passou a recorrer a quantidades de gordura excessiva, mas não só isso, muita gordura hidrogenada, altamente maléfica para nossa saúde.

Vendo isso, muitas pessoas resolveram mudar seus estilos de vida para um padrão mais tranquilo, menos corrido. E isso impactou sua relação com a comida.

A Saúde Voltou para a mesa

Nesse novo movimento que surgiu as pessoas voltaram a se preocupar com o modo como suas refeições são preparadas.

E, assim, nasceu o movimento Slow Food.

Espero ter ajudado com esse post. Até o próximo!

Como melhorar sua pele através da alimentação

Olá, Leitoras queridas, no post de hoje vou falar de alguns alimentos que melhoram nossa pele e protegem conta rugas e flacidez.

Antes de mais nada eu quero lembrar que existe um produto ótimo para isso, se chama Renova 31 e é vendido em cápsulas. Ele vai ajudar a potencializar os efeitos de uma boa alimentação.

Ranking dos alimentos

O primeiro deles é o Abacate, pois é rico em vitamina E, que ajuda no rejuvenescimento da pele.

O próximo é o chá verde, ótimo antioxidante e anti-inflamatório.

Depois temos a castanha-do-pará: é uma das principais fontes de selênio, que regula os hormônios do corpo.

Em seguida temos a Cenoura: rica em beta-caroteno, protege a pele contra o envelhecimento causado pelos raios solares.

Não esqueça do Brócolis: rica em nutrientes que favorecem a reprodução das células.

Seguindo temos as frutas vermelhas e roxas: ajudam a preservar o colágeno natural da pele por serem ricas em antocianinas.

Outro grande aliado na proteção da pele são os Ovos: Uma fonte completa de proteínas e aminoácidos, incentivam a produção de colágeno pelo nosso organismo.

Espero que você tenha gostado dessas dicas e até a próxima.